Posts Tagged ‘recordes’

Flamengo 3×1 Coritiba: 4ª rodada do Campeonato Brasileiro 2012

Emerson subindo para fazer o gol histórico

Foto do sítio do Coritiba.

O Coritiba foi ao Rio de Janeiro e a única coisa que trouxe de bom foi o recorde pessoal do zagueiro Emerson. O camisa 3 marcou pela 9ª vez este ano, e é um dos artilheiros do time na temporada. Somando-se aos 10 gols que marcou em 2011 (dá pra superar esta marca, não?) – Emerson se tornou o zagueiro que mais marcou gols com a camisa do Coritiba. São 19 ao todo, em pouco mais de um ano com a camisa do Coritiba. Com isso superou a marca anterior que era de Zambiazi, com 18 gols.

O time que Marcelo Oliveira levou a campo foi: Vanderlei; Ayrton, Demerson, Emerson e Lucas Mendes; Wiliam, Sérgio Manoel, Everton Ribeiro e Lincoln; Roberto e Everton Costa.

Dá pra dizer que esse é o melhor conjunto que o Coritiba pode escalar no momento. O único que teria lugar nesse time seria Rafinha, quando estiver em condições físicas de jogar. Por meu gosto, Marcel ainda é melhor com a 9 do que Everton Costa – mas o Coritiba precisa contratar ainda um atacante diferenciado para incomodar a zaga adversária. Parece incrível dizer isso, mas Bill está deixando saudades, apesar de todos os problemas que causava dentro e fora de campo. A grande dúvida é se Keirrison vai voltar a jogar em alto nível – ele seria a solução?

A história do jogo foi a seguinte:

O Coritiba tomou um sufoco nos minutos iniciais, quando o Flamengo fez 2×0. O primeiro gol, de Wagner Love, foi marcado em posição irregular. A única atitude da defesa do Coritiba foi fazer a linha de impedimento, um risco alto demais para se correr em um jogo, porque o auxiliar não teve a precisão milimétrica necessária para anotar o impedimento que nós telespectadores só tivemos certeza depois de vários replay. Depois de tomar os dois gols, o Coritiba se recompôs, dominou as ações e controlou o jogo. Ainda no primeiro tempo marcou um gol que indicava que a história do jogo podia mudar.

No segundo tempo o Coritiba voltou a campo com Chico no lugar de Sérgio Manoel e Robinho no lugar de Lincoln. Licoln saiu porque sua condição física não é boa para um gramado pesado como o de ontem – o jogo foi debaixo de uma chuva fina e insistente. Sérgio Manoel não jogou mal, mas também não foi brilhante. A entrada de Chico foi sua estreia no Coritiba, provavelmente um teste para um possível titular na posição de segundo volante. Jogou o suficiente para dar indícios de que pode ganhar a vaga. Robinho jogou bem – o time não perdeu qualidade com a saída de Lincoln.

Uma última alteração ainda foi processada no Coritiba, depois da metade do segundo tempo: Tcheco no lugar de Lucas Mendes. Apesar de ser o jogador mais experiente do elenco, Tcheco é também o mais esquentado. Ele sempre é visto reclamando da arbitragem, e isso foi motivo para o cartão amarelo que recebeu, numa falta em que tomou e que o adversário foi punido com cartão.

O Coritiba controlou o jogo durante todo o segundo tempo. O Flamengo praticamente não pegou na bola. Mas a principal chance do Coritiba foi desperdiçada por Everton Costa, que chutou pra fora após receber um ótimo lançamento. O tempo todo o Coritiba este mais próximo de fazer o segundo do que o Flamengo de fazer o terceiro. Mas o imponderável aconteceu: aos 45 minutos do segundo tempo o Flamengo fez o gol que definiu o placar.

Veja o vídeo com os melhores momentos da partida.

Os destaques do Coritiba:

  • Emerson, zagueirão artilheiro;
  • Vanderlei, autor de pelo menos duas defesas salvadoras;
  • Ayrton, que novamente jogou o fino da bola – teve um lance em que driblou três defensores e chutou a gol, acertando a trave;
  • Wiliam, ótimo na marcação, na condução de bola e no passe – talvez o melhor jogador do time hoje (coisa que já vinha sendo desde 2011)

Aliás, Wiliam mostrou que não é só um jogador inteligente na marcação e com a bola nos pés. Deu uma entrevista muito lúcida após o jogo, mostrando inteligência também nas suas análises. Afirmou que o Coritiba perdeu porque cedeu à pressão nos minutos iniciais, e porque perdeu as chances que teve de fazer o gol quando dominava a partida. Veja o vídeo.

O principal ponto negativo foi a ineficiência dos atacantes: Everton Costa e Roberto perderam diversas oportunidades muito boas de marcar gols.

Por enquanto, o Coritiba segue a sina de ser um visitante fraco – não trouxe nenhum ponto de suas viagens para fora de Curitiba neste Brasileirão.

 

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: